Gaming

Por Gamerscard - 7 de Maio de 2021

Fala tropa, tudo bem? Como bem sabem nós do GamersCard patrocinamos a FURIA Esports, e a partir de hoje contaremos com algumas entrevistas com os pró-players . Hoje, o Tander abre o jogo e fala para gente como foi a escalada de jogador para pró-player, bora lá!

1. Se apresenta para a galera, qual teu nick, idade, que jogo você joga pela FURIA e qual a posição que joga (se aplicável)?
R: Fala, galera! Eu sou o Tander, tenho 22 anos e jogo Rocket League pela Furia.
 
2. Desde quando você já sabia que queria ser um jogador profissional de Esports?
R: É engraçado, porque na verdade eu nunca tomei essa decisão. Eu sempre digo que se tornar um jogador profissional foi um processo bem natural pra mim, porque eu sempre gostei muito de competir e quando o Rocket League lançou, eu me apaixonei pelo jogo. Comecei a jogar campeonatos com amigos até começar a me destacar, e conquistar meu espaço no cenário. Foi muito legal essa caminhada, porque eu vi o jogo crescer desde o início.

3. Qual foi a reação dos seus pais e amigos quando você abriu para eles que queria ser um jogador profissional?
R: Eu conto com o apoio dos meus amigos e família desde os meus primeiros jogos. No início da minha carreira eu ainda tive que convencer a família de que aquilo era algo real, mas vejo isso como bem natural nesse mercado porque os esports são algo que simplesmente não fez parte da geração passada. Mas depois de um tempo, eles entenderam todo o profissionalismo envolvido e desde então tive muito a torcida da família e de amigos e isso sem dúvidas é algo que me motiva muito.
 
4. Como foi conciliar estudos com a rotina de treinos, como foi para os colegas de classe (se aplicável) lidar com essa sua rotina?
R: Foi difícil no início, porque quando o cenário começou a se profissionalizar, eu ainda estava cursando a faculdade. Eu tinha aulas à noite e coincidia com nossos horários de treino. Por algum tempo eu consegui ir levando com treinos mais cedo e outras adaptações, mas o primeiro mundial que nos classificamos seria na mesma semana de prova da faculdade. Eu decidi na época trancar a faculdade para focar no mundial e no Rocket League por um tempo, e não me arrependo nem um pouco.
 
5. E a divisão entre deveres e direitos, como era? Seus pais aplicavam alguma rotina a você para que tudo ficasse equilibrado, ou deixavam que você mesmo cuidasse de sua rotina?
R: Eu sempre cuidei muito bem da minha própria rotina de treinos, estudos e todo o resto, mas sempre é difícil ter que conciliar todas essas coisas. Hoje em dia eu tenho muito mais tempo livre para focar só no jogo, então é bem mais tranquilo.

Nova call to action

 
6. E depois de ingressar na FURIA, como ficou dividida sua rotina?
R: Atualmente eu tenho muito mais responsabilidades, até porque sou um profissional de uma org gigante como a FURIA. O foco é muito maior nos treinos e tudo que me envolve como um profissional, mas com todo o apoio da org isso fica bem tranquilo.

7. Você pensa em partir para outro game, digo, tem algum outro game que gostaria de jogar de forma profissional?
R: Eu vejo o Rocket League com um potencial imenso para o futuro por ser um jogo tão fácil de se acompanhar, até pensando no público mainstream. Com a recente chegada da Epic, o investimento está sendo pesado então nem penso em migrar para outro jogo. Se fosse o caso, gostaria de jogar CS:GO pois é um jogo e um cenário que eu admiro muito!
 
8. E para aqueles que almejam se tornar um jogador profissional, quais são as dicas de ouro que você pode dar?
R: A coisa mais importante é ter em mente que somente você sabe do seu próprio potencial. Todo jogador profissional vai enfrentar haters e talvez até pessoas próximas que possam ter atitudes desmotivadoras.
 
Se o psicológico estiver no lugar certo, ainda resta treinar, e muito. Nenhum jogador chegou ao topo sem colocar milhares de horas de prática. É importante muita repetição para minimizar qualquer erro que possa acontecer durante as partidas.
 
9. Caso o pessoal queira apoiar ou mesmo entrar em contato com você, deixe suas redes sociais, twitch etc.
R: Me sigam ou falem comigo pelo Twitter e Instagram para ficar por dentro do cenário de Rocket League! @tander_98
 
10. Para finalizar, alguma mensagem para nossos fãs?
R: Nós já percebemos o quanto a torcida da FURIA é incrível e isso tem nos motivado muito nos últimos campeonatos. Espero que continuem apoiando nosso time, podem ter certeza que não vamos decepcionar!
 
Nova call to action