Gaming

Por Gamerscard - 1 de Dezembro de 2021

Mais um ano está chegando ao fim e bastante coisa aconteceu, não é? Pra você que já quer preparar o calendário do ano que vem para poder assistir aos campeonatos mais emocionantes do Brasil e do mundo - presencialmente ou não - confira a seleção do GamersCard com os principais campeonatos de 2022:

Good Game WP

Este é um projeto de games em parceria com grandes marcas que começou esse ano. O conteúdo está sendo apresentado - via lives e streams - pela jornalista Bárbara Gutierrez e pelo influenciador Henrytado.

O plano é que esse circuito ganhe campeonatos de eSports presenciais em três cidades brasileiras: São Paulo, Recife e Porto Alegre, com um público esperado de 600 mil pessoas. Os jogos programados são LoL,Valorant, CS:GO e Free Fire, com premiações de 50 mil reais por jogo e um grande show surpresa no final. Outra coisa legal do evento é que haverá torneios tanto para pro-players quanto para amadores! 

Além do conteúdo sobre games, o GGWP ainda abordará conteúdo geek como cosplays, board games, quadrinhos, filmes e animes. A ideia é impactar não só os gamers, mas toda a família. Para mais informações, acesse o site oficial da Good Game Brasil.

CBLOL 2022

Outro torneio para ficar de olho é o Campeonato Brasileiro de League of Legends. Embora o isolamento tenha forçado a edição deste ano a ser online, a Riot Games já declarou que o ano de 2021 foi um ano de preparação para uma mudança de estrutura para, a partir de 2022, poderem oferecer essa experiência presencial.

Quem presenciou sabe que o CBLOL, assim como os mundiais de LoL, são experiências únicas, então o retorno de jogos com platéia é uma notícia que deve agradar muitos gamers. A declaração que mais anima é a do Caco Antunes, o diretor de eSports da Riot no Brasil: “Ainda precisamos planejar como esse projeto será feito, mas é algo que está, sim, na nossa pauta, no nosso plano e nos nossos investimentos”. Estamos empolgados por mais apresentações emocionantes e partidas lendárias dos grandes times brasileiros. Você pode acompanhar de perto o CBLOL 2022 no lolesports.com.

Quiz CS:GO GamersCard

Major do Rio de Janeiro

Quem estava ligado em eSports em 2020 vai se lembrar que uma grande tristeza foi o Major de CS:GO ter sido cancelado. Seria a primeira vez que o Rio de Janeiro receberia um torneio mundial de eSports, mas devido à crise global, muitas competições presenciais foram canceladas, e o evento não aconteceu.

Agora a ótima notícia: a maior organizadora de torneios de Counter-Strike: Global Offensive do mundo, a ESL, divulgou que está considerando novamente a possibilidade do Major do Rio de Janeiro. O evento está sendo planejado para acontecer presencialmente, como todos os outros eventos da ESL. Além de assegurar todos os possíveis participantes de que as medidas de saúde e segurança continuarão a ser respeitadas, também anunciou 25 outros torneios pelo mundo, com uma premiação total que pode passar de 5 milhões de dólares. Você confere mais dados sobre o calendário da ESL Pro Tour aqui.

2022 Asian Games

Esse evento, apesar de um pouco mais difícil de presenciar que os outros da lista, tem um papel super importante para a cultura dos eSports. Tradicionalmente, os Jogos Asiáticos envolvem competições tradicionais, como boxe, natação e hipismo, com atletas de toda a Ásia em busca do maior número de medalhas de ouro.

Mas sabe o que torna a versão de 2022 desses jogos tão histórica? O ano de 2022 vai marcar a primeira vez em que eSports serão classificados do mesmo jeito que esportes tradicionais, ou seja, valerão medalhas. 

Os oito jogos que valerão medalha são: FIFA, LoL, PUBG Mobile, Arena of Valor, Dota 2, HearthStone, Street Fighter V e Dream Three Kingdoms 2. Cada jogo vale medalhas de ouro, prata e bronze, contabilizando possíveis 24 medalhas a mais que podem ser ganhas com eSports nos jogos de 2022. Essa edição acontece entre 10 e 25 de setembro em Hancheu, China. Saiba mais sobre o evento no site oficial.

Em 2018, times puderam jogar alguns eSports nos Jogos Asiáticos, mas o resultado não contabilizava para o total de medalhas de uma nação. Como essa é a primeira vez que jogos eletrônicos influenciam diretamente os resultados de uma competição e são colocados lado a lado com atletas tradicionais, esse é um passo importantíssimo para os gamers - especialmente pro-players - que reflete o crescimento, a maturidade e a popularidade dos eSports. Quem sabe em breve teremos pro-players olímpicos?

E falando em pro-players: se depois de todos esses torneios você se empolgou em investir nessa carreira, o GamersCard te ajuda! Comprando seus periféricos gamers com o cartão, você acumula GamersPoints, que podem ser trocados por mais de 3.000 prêmios, incluindo mais periféricos; ou então, todos esses pontos também podem ser trocados por Cashback! Dê uma impulsionada na sua carreira com o cartão feito de jogadores para jogadores!